Posts

Nota de Imprensa

Nós, Cidadãos! estamos solidários e firmes com todos os que lutam contra a pandemia COVID -19. Ajude todos os que estão na primeira linha da frente. profissionais da saúde, do comércio alimentar, dos serviços essenciais, das forças de segurança. Siga a quarentena. Fique em casa!

O heroísmo revelado por profissionais médicos, prestadores de serviços e membros da comunidade que todos os dias testemunhamos em Portugal devem ser inspiração para uma cidadania com... deveres e direitos.

Quarentena, lay off, controlo de circulação Queremos que estas medidas que o povo português cumpre para impedir a disseminação do COVID-19, sejam seguidas de medidas do Governo para apoiar quem trabalha.

O estado de emergência deve ser o ponto de partida para uma economia mais inclusiva e sustentável. E o mais importante é como vão ser regulamentados e executados os apoios prometidos pelo Governo.

Queremos que sejam evitados os erros da era pós-2008, quando os resgates permitiram às grande empresas obter lucros ainda mais altos quando a crise terminou, mas não criaram as bases para uma recuperação robusta e inclusiva.

Desta vez, as medidas de resgate devem vir com condições. Quando o Estado assume a liderança económica, deve oferecer soluções imediatas, e projetá-las de maneira a servir o interesse público a longo prazo.

Às grande e médias empresas que recebem resgates deve ser exigido que retenham trabalhadores e garantir que, após o fim da crise, invistam em formação e melhores condições de trabalho.

As medidas de apoio económico devem mostrar um caminho credível para a normalidade e para revigorar os valores da cidadania e coesão social.

A utilização da internet e da televisão interativa nestes tempos de COVID 19 mostram que o Estado tem de investir muito mais em inovação - desde a saúde pública à inteligência artificial. Mas os benefícios do investimento público devem ser para as pessoas, devem retornar ao público.

O vírus assassino da COVID 19 expôs as grandes fraquezas da nossa economia. Agora que o Estado intervém, temos a oportunidade de consertar o sistema. Se não o fizermos, não aguentaremos outra grande crise de um planeta cada vez menos sustentável.

5 de abril de 2020

See More
No photo description available.
Photos